Buscar

Dia Mundial de Combate e Prevenção da Hanseníase

SBD salienta a importância do diagnóstico precoce e do tratamento como forma de interromper a transmissão e reduzir a carga da doença. O Brasil ocupa o segundo lugar no ranking mundial da hanseníase – ficando atrás apenas da Índia ​ Considerada a doença mais antiga da humanidade, a hanseníase tem cura mas ainda é grave problema de saúde pública no Brasil, com cerca de 30 mil casos novos diagnosticados por ano. Cerca de 6% dos casos de hanseníase acometem crianças e adolescentes, cerca de 2 mil pacientes. Desses, 7% (140, em média) são diagnosticadas com alguma sequela relacionada à doença. O país está entre os piores no ranking mundial da doença, atrás apenas da Índia. A hanseníase é uma d

Campanha contra à Hanseníase no Recife

Dermatologistas da SBD-PE vão participar de ações de combate à Hanseníase. O mutirão será no dia 24/01, na Praça do Livramento, no Centro do Recife. As atividades começam às 9h e terminam às 15h. O trabalho será feito em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde. Os pacientes diagnosticados com a doença serão encaminhados para tratamento. Na última campanha, realizada em 2016, 199 pessoas foram atendidas, 16 casos confirmados e 1 suspeito. A hanseníase é uma doença infecciosa causada por uma bactéria chamada Mycobacterium leprae. É importante lembrar que a enfermidade tem cura e deve ser tratada pelo médico dermatologista. ​

    Sociedade Brasileira de Dermatologia - Regional Pernambuco

    Av. Rosa e Silva, 1460 - Salas 1304/1305

    Jaqueira- Recife-PE | Cep:52050-020

    Tel: (81) 3242-8735

    • Instagram - Black Circle
    • facebook-square